Campo GrandeDestaquesEducação

Acontece em Campo Grande um Seminário em defesa da manutenção do Fundeb

Um espaço para apresentação e discussão da Proposta de Emenda Constitucional (PEC) relacionada ao Fundo de Manutenção e Desenvolvimento da Educação Básica e de Valorização dos Profissionais da Educação (Fundeb). Foi com esse propósito que parlamentares e representantes da educação do Estado, e também dos municípios, se reuniram na última segunda-feira (10), no Centro de Convenções Arquiteto Rubens Gil de Camillo, em Campo Grande.

Responsável por atender toda a Educação Básica desde 2007, o Fundeb seguirá em vigor até 2020, mas conta com importantes apoiadores para que se torne instrumento permanente de financiamento da educação pública. A proposta foi materializada na PEC 15/2015, da então deputada federal Raquel Muniz (MG), e segue em trâmite no Congresso. Entre os favoráveis, está a secretária de Estado de Educação de MS e presidente do Conselho Nacional dos Secretários de Educação (Consed), professora Cecilia Motta.

“Em 2007, a regulamentação do Fundeb foi um avanço enorme e, desde então, foram muitos avanços. Quem está – como eu – desde a década de 70 em movimentos sociais, defendendo a educação, sabe que os tempos são outros. (…) Em abril deste ano, estivemos com a deputada Dorinha, assessores, membros da Undime e do Consed, e chegamos à conclusão de que, pensando no regime de colaboração, quanto mais a escola pública brasileira estiver unida, mais força nós temos para negociação com o governo federal, a fim de manter o Fundeb”, disse a secretária.

  • Informações da Secretaria de Estado de Educação.
Mostrar Mais

Relacionados

Close
Close