Campo GrandeDestaques

Prefeitura promove Campanha de Combate ao Trabalho Infantil

“Esse dia é importante, pois mostra que Campo Grande valoriza as ações da Rede e tem conquistado espaço diante desse tema.", afirma a Procuradora do Ministério Público do Trabalho Cândia Arósio.

A Prefeitura de Campo Grande, em conjunto com a Rede de Proteção Social e parceiros, lançou hoje (12) a Campanha de Combate ao Trabalho Infantil que busca informar, fomentar e chamar a atenção da sociedade para a urgente necessidade de se intensificar as atividades e as estratégias voltadas para a proteção das crianças e a erradicação do trabalho precoce. O ato aconteceu na Praça do Rádio Clube, onde uma estrutura foi montada para levar à população informações sobre o tema.

Ao lembrar que começou a trabalhar ainda criança, por necessidade, o secretário de Assistência Social José Mário Antunes destacou a importância da campanha no sentido de ampliar o debate sobre o tema. “Na minha época de criança não existiam as políticas públicas para amparar as crianças. Hoje a realidade é outra. É importante reconhecer o trabalho dos governantes que deram sua contribuição neste sentido. Essa campanha fortalece as nossas ações e permite que o assunto esteja em evidência para uma reflexão maior da sociedade”.

O Superintendente Regional do Trabalho do Estado de Mato Grosso do Sul Kleber Pereira Araújo falou da importância das ações para manter a rede de proteção ativa. “A Prefeitura está de parabéns pela ação hoje, já que é importante essa articulação de todas as esferas envolvidas nessa luta, a fim de manter a rede bem ativa, com os integrantes em perfeita sintonia na busca pela erradicação do trabalho infantil”.

Ao fazer coro às palavras de Araújo, a Procuradora do Ministério Público do Trabalho Cândia Arósio falou da importância do dia de hoje. “Esse dia é importante, pois mostra que Campo Grande valoriza as ações da Rede e tem conquistado espaço diante desse tema. O objetivo em comum de todos nós é resguardar o interesse da criança e adolescente, que têm direito a infância e, para isso precisa ter assegurado o direito a educação, precisa que os órgãos competentes assegurem que ela esteja em sala de aula, que é essencial para sua infância e, quando ela estiver na fase de buscar espaço no mercado de trabalho esteja preparada e qualificada para isso”.

A Campanha de Combate ao Trabalho Infantil – Programa de Ações de Erradicação do Trabalho Infantil (AEPTI) tem objetivo de fomentar junto à sociedade o enfrentamento e a prevenção ao trabalho infantil, em todas as suas formas. Esse enfrentamento se dá de forma direta que é a sensibilização das famílias, e de forma indireta que é mobilizando os cidadãos para que juntos possamos erradicar o trabalho infantil.

Participam MPE, Segov, Funesp, Sectur, CIEE, Funsat, IMCG, MPT, Conselho Tutelar, Cras e Creas.

Ao longo do mês de junho, a Secretaria Municipal de Assistência Social (SAS), por meio da Superintendência de Proteção Social Especial e da Gerência da Rede de Proteção Social Especial de Média Complexidade,  junto com equipe do Programa de Ações de Erradicação do Trabalho Infantil (AEPETI), desenvolve ações voltadas ao enfrentamento, prevenção e combate ao trabalho em diversas unidades, entre elas no CRAS e CREAS. Serão feitas palestras e rodas de conversas com pais e responsáveis que recebem o bolsa família.

O AEPETI articula um conjunto de ações para retirar crianças e adolescentes com idade inferior a 16 anos da prática do trabalho precoce, exceto quando na condição de aprendiz, a partir de 14 anos.

O evento desta quarta-feira contou com a participação do direito-presidente da Funsat Cleiton Freitas Franco e do Subsecretário de Defesa dos Direitos Humanos Ademar Vieira Júnior, além de conselheiros tutelares da Capital.

  • Informações da Prefeitura de Campo Grande.
Mostrar Mais

Relacionados

Close
Close